Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

5 dicas para manter sua ferramentas como novas

Uma boa ferramenta é aquele tipo de investimento para o futuro: você compra menos pela sua necessidade atual e mais para se preparar para uma eventualidade que pode acontecer. Normalmente feitas de materiais metálicos, ferramentas no geral possuem uma enorme vida útil – ao menos se forem bem cuidadas. Se você não sabe muito bem o que fazer para manter suas ferramentas sempre como novas, preste atenção nessas dicas:

Mantenha as ferramentas limpas

Um dos métodos mais simples de fazer com que suas ferramentas durem mais é mantê-las sempre limpas. Guardá-las molhadas ou úmidas é um ótimo jeito de fazer com que elas enferrugem, enquanto a poeira acumulada pode fazer com que ferramentas que possuem mecanismos (como um alicate ou uma tesoura) se tornem mais duras e difíceis de operar. A poeira é ainda mais perigosa quando falamos de ferramentas elétricas, já que o acúmulo dela pode afetar os circuitos internos da ferramenta, causando curtos e queimando o equipamento. Assim, recomenda-se sempre limpar todas suas ferramentas com um pano seco antes de guardá-las, evitando futuros problemas com ferrugem ou com poeira. Depois de limpá-las com um pano, você pode ainda aplicar uma camada de WD-40 em todas as suas ferramentas metálicas, removendo o excesso com um pano limpo, diminuindo ainda mais o risco de oxidação. É importante fazer isso apenas nas ferramentas manuais metálicas, pois a composição do WD-40 pode causar curtos em ferramentas elétricas. Caso não tenha em casa, você pode comprar o WD-40 direto de nosso site.

Guarde as ferramentas corretamente

Guarde as ferramentas sempre em lugar seco e fechado, protegendo-os da chuva, umidade e exposição direta à luz solar, pois todos esses fatores podem acabar danificando-a. Também é ideal que se mantenha tudo bem organizado, pois isso não só facilitará encontrar a ferramenta necessária numa emergência, como também evitará problemas como riscos causados pelo contato direto entre elas. Também é importante não guardar ferramentas em lugares altos, como em cima de mesas ou armários, pois se alguma delas cair poderá machucar seriamente alguma pessoa que esteja por perto. Por isso, sempre guarde suas ferramentas em lugares em contato ou próximos ao solo, a fim de evitar acidentes. Caso não possua um lugar legal para organizar suas ferramentas, a Piatã possui uma grande variedade de caixas organizadoras, nos mais diferentes tamanhos, para que você possa guardar suas ferramentas em segurança.

Remova a ferrugem

Caso você tenha seguido os dois procedimentos anteriores, ferrugem não deverá ser um problema. Mas todo mundo tem aquele ferramenta mais antiga, que muitas vezes foi guardada de qualquer jeito, e acaba apresentando sinais de ferrugem. Caso seja apenas uma ferrugem leve, WD-40 com um pano limpo e seco pode ser o suficiente para resolver o problema mas, caso a oxidação esteja mais avançada, você pode utilizar um removedor de ferrugem, que irá ajudá-lo a deixar a ferramenta como nova. Existem vários tipos de removedores (em pasta, líquido, etc) cada um com suas particularidades. Você pode encontrar vários desses removedores em nosso site.

Cuide do fio de corte

Ferramentas de corte, como serras, serrotes e facões necessitam de cuidado especial para não perderem o fio de corte, ficando inutilizadas. Para evitar isso, mantenha-as sempre limpas e lubrificadas antes de guardá-las. Além disso, é necessário também mantê-las sempre afiadas para que o fio de corte não se perca. Para isso, você pode utilizar uma pedra de amolar.

Utilize a ferramenta apenas para sua função principal

Muitas vezes, na correria para resolver uma emergência, acabamos utilizando uma ferramenta de uma maneira que não é a natural dela – por exemplo, utilizar a cabeça do alicate para martelar um prego, ou a ponta de uma faca para soltar um parafuso. Além de perigoso – pois, como essas ferramentas não foram criadas com essa finalidade em mente, podem acabar escapando e machucando o usuário – o uso incorreto também interfere na vida útil do equipamento, aumentando as chances de quebra da ferramenta.

Além dessas dicas, é sempre necessário fazer a manutenção preventiva de suas ferramentas e equipamentos – e você pode conhecer mais sobre as vantagens da manutenção preventiva aqui nesse nosso post. Esperamos que, com essas dicas, você nunca mais tenha problemas com as suas ferramentas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.